terça-feira, 25 de agosto de 2009


SEM RESPOSTAS...

Para que temos a mania
Uma quase neurastenia
Em fazer essa arte louca
De palavras rimadas ou não?
Somos arautos da desilusão
Sofremos, já que temos consciência...
Somente com ela podemos conversar
Quero falar aos sopros do vento
Das musas que sumiram no tempo...
O meu desencanto, atento
A alguma mudança que não vem...
Palavras cheirando a fétidos lírios,
Putrefados em túmulos esquecidos
De pensamentos mortos que de sonhos não viveu.

-Morceguinha Midnight, out/2008

Um comentário:

  1. olá Morceguinha beijos, amo seu blog, sempre estarei por aqui

    ResponderExcluir